Meu PC e seus 5 anos de uso

Irei fazer a prova a fim de obter a certificação SCJP 6.0 agora no dia 15. Nesses últimos dias, estou estudando bastante, já que tenho que saber tudo o que falta para fazer a prova. Nessa reta final dos meus estudos, meu tempo livre diminuiu consideravelmente (e o tempo para postar aqui também). Mas hoje, eu estou aqui de volta e irei falar sobre meu PC, que tem 5 anos de uso e não pretendo substituí-lo tão cedo. Falarei também dos sistemas operacionais que foram instalados nele durante esses 5 anos.

O meu PC foi montado em Janeiro de 2004. É um PC com placa-mãe P4S8X-X, processador Pentium 4, 768 MB de memória RAM DDR1 e placa de vídeo nVidia GeForce 4 MX com 64 MB de memória de vídeo. Tem também uma placa Fax Modem Intel 537 chipset TigerJet (sem uso já há bastante tempo, pois me conecto por banda larga), dois HDs, um de 40 GB da Samsumg e outro de 200 GB da Hitachi, um drive gravador de CD e outro drive que grava CD e DVD.

O HD de 200 GB, um pente de memória de 512 MB e o drive de DVD foram adicionados posteriormente, após o PC ser adquirido. O gravador de CD e a placa de vídeo também, mas essas duas peças foram adquiridas para substituir peças idênticas que pifaram (e o gravador de CD existia antes do meu PC ser montado, foi retirado de outro PC). Além disso, a fonte também não é original do PC, mas é melhor do que a fonte que pifou recentemente e que veio originalmente (uma fonte xing-ling que veio com o gabinete).

O meu PC veio originalmente com um Windows XP instalado pelo técnico numa partição de 12 GB (o resto veio sem particionar a meu pedido, eu pretendia instalar o Corel Linux que veio numa revista, na época, eu apenas tinha ouvido falar do Linux e queria ver como era).

Após uma tentativa frustrada de instalar o Corel Linux, descobri o Kurumin e baixei a última versão na época, a 2.13, que foi meu primeiro Linux. O som não funcionava (tinha que ativar os drivers ALSA manualmente), o mouse travava (quando eu rodava pelo CD), o driver do modem fazia o sistema travar, mas eu usava o Kurumin mesmo assim, sem ligar para os problemas, pois, já que o Windows tem seus problemas, o Linux também poderia ter os seus.

Naquela época, eu usava o Windows como sistema principal e o Kurumin como sistema secundário, sendo usado de vez em quando (as travadas devido ao driver do modem me desestimulavam de usar o Kurumin mais vezes). Posteriormente, eu instalei a versão 3.0 e mais tarde a 3.31, ambas com melhorias, mas ainda possuíam o driver travador de sistema. Com a versão 4.0, o problema foi sanado, pois havia uma nova versão do driver que não travava o sistema. Mas, como eu já estava um pouco acomodado com o Windows XP, ainda não migrei de vez para o Linux, usando esporadicamente o sistema.

Mas em 2006, já bastante insatisfeito com o Windows, principalmente por causa dos vírus (o Sasser, inclusive), resolvi migrar de vez para o Linux, ainda usando o Kurumin 4.0, ainda que já existisse o 5.0, mas quando saiu o 6.0, migrei para esta versão. Depois que eu comprei o HD novo e mudei quase completamente o esquema de particionamento, instalei o Kurumin 6.1. Posteriormente, instalei a versão 7.0.

Paralelamente ao Kurumin, em épocas diferentes, cheguei a instalar em outras partições que estavam sobrando o Conectiva 10, o Slackware 10.2 e o Debian 3.1, todos eles usados esporadicamente, foram instalados mais com fins de testes.

O Conectiva quase se tornou meu sistema padrão, se não fosse por uma quebra de dependência nos pacotes logo na primeira vez que eu fui atualizar sistema pelo Synaptic, além de, nessa mesma atualização, o ambiente gráfico passou a não mais funcionar. Com preguiça de resolver o problema, desinstalei o bicho.

O Slackware 10.2 foi instalado numa época que já havia a versão 11.0, mas como eu já tinha os CDs daquela versão, instalei ela mesma, mais para testar. Instalei com o XFCE (até então, eu usava apenas o KDE, embora eu tivesse usado uma vez ou outra o Fluxbox, o Afterstep e o Gnome 2.4 (ou 2.6, não me lembro ao certo) para ver como era. O Slackware salvou a minha pele quando o filesystem onde estava instalado o Kurumin deu erro, impedindo a inicialização do sistema. Na inicialização do Slackware, este detectou os erros na partição e os corrigiu. Por ter um sistema de gerenciamento de pacotes precário, não o usei muito.

O Debian 3.1 eu instalei com a intenção de substituir o Kurumin, mas acabou não valendo muito a pena usá-lo no lugar do sistema que eu usava, entretanto, eu acabei conhecendo como era o programa de instalação desta distribuição. Com o lançamento do Debian 4.0, eu o instalei, mas depois, eu decidi que seria melhor manter o Kurumin 7.0, ainda mais que este, após instalado no HD, é basicamente o Debian 4.0 e ter dois Debian 4.0 não teria muita utilidade. Com o passar do tempo, O Kurumin foi ficando cada vez mais sem as personalizações dessa distro (eu fazia minhas próprias personalizações) e ele acabou virando o Debian normal. Quando alguém me perguntava que distribuição eu usava, eu falava: eu uso o Debian 4.0. Apesar de eu ter instalado com o CD do Kurumin 7, aquilo já não era mais Kurumin, mas continuava sendo Debian, com seus pacotes do repositório stable (Etch). Este sistema foi usado até duas semanas atrás, quando passei a usar o Debian 5.0.

Hoje, uso a versão 5.0 do Debian, entretanto, ainda mantenho a versão 4.0 em outra partição em caso de algum problema no novo sistema ou no caso de eu ter que usar algum dos programas que eu pouco uso e que decidi não instalar no Debian Lenny.

Sempre usei o KDE 3.x, mas agora, com o Debian 5.0, passei a usar o GNOME 2.22.3 e estou gostando muito. Este será meu sistema operacional padrão durante um bom tempo.

A instalação do Windows existe até hoje, mas é muito pouco usada e o sistema está bastante lento devido à instalação e remoção de vários programas. Já pensei em reinstalar o XP, mas como eu pouco uso ele e não tenho saco para fazer isso, estou enrolando até agora para reinstalá-lo.

Tenho instalado também o Windows 98 para rodar uns poucos programas Windows que não rodam no XP (três no total) e também para matar a saudade do antigo sistema que eu usava no meu primeiro PC (a história deste ficará para outro post).

Planejei instalar o FreeBSD e o OpenSolaris no meu PC, inclusive criei partições para estes sistemas, mas desisti por preguiça. Hoje em dia, costumo testar novos sistemas por máquina virtual, no VMWare (até o Debian 4.0) e agora no VirtualBox (a partir do Debian 5.0), embora eu não tenha criado nenhuma máquina virtual com este último.

Meu PC já deixou de funcionar quatro vezes, duas por causa de mau contato na nos pentes de memória, uma por causa que a placa de vídeo pifou e outra porque a fonte pifou. Meu monitor, que também tem 5 anos de vida e é o mesmo desde que comprei este PC, já foi para o conserto uma vez, após completar 4 anos de vida. Mouse e teclado já foram substituídos algumas vezes, principalmente mouses (teve uma época que eu usei o sistema sem mouse, apenas com o mouse virtual). As caixas de som são as mesmas, mas estão com problema, entretanto, como eu só uso fone de ouvido, não tem problema das caixas de som estarem com problema.

Apesar do meu PC já ter 5 anos de uso, ele ainda faz tudo o que eu preciso e roda meus programas com uma boa performance. E rodará meus programas por um bom tempo, até quando não der mais e eu tiver que trocar de PC.

Por hoje é só. Em um post futuro, eu contarei a minha história na informática, desde meu primeiro PC até os dias de hoje. Agora, com licença, que eu preciso estudar para obter a certificação SCJP 6.0.

Anúncios

2 Respostas to “Meu PC e seus 5 anos de uso”

  1. Pensei que no final voc6e ia continuar no kurumin… Eu gosto do Ubuntu, tem as vantagens do Debian, só que mais fácil de usar.

    Com uma placa de vídeo dessas, você deve odiar jogos…

  2. Isso, usa Linux!

Comente este post!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s